fbpx

Mercado recupera confiança do consumidor com juros menores e prazos maiores

O Índice Nacional de Confiança (INC) da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), marcou 77 pontos em julho de 2018, três a mais sobre o mês de junho (74) do mesmo ano. A tendência de alta é verificada principalmente quando analisado o comparativo anual ― há um ano, o indicador assinalou 14 pontos a menos (63).
O INC varia entre zero e 200 pontos; o intervalo de zero a 100 é o campo do pessimismo e, de 100 a 200, o do otimismo. A pesquisa feita entre 1º e 15 de julho em todas as regiões brasileiras, com margem de erro de três pontos.
“Embora ainda esteja no campo negativo (abaixo de 100 pontos), a confiança do consumidor brasileiro retoma tendência de alta depois da dissipação dos efeitos da paralisação dos caminhoneiros”, comenta Marcel Solimeo, economista da ACSP.
O presidente da Associação Comercial e Industrial de Barueri (ACIB), Moacyr Felix, discorreu sobre a relação dos dados disponibilizados pelo INC com a situação política do país. “O brasileiro consumiu mais de um ano para outro porque sentiu que o mercado tem investido em facilitar as vendas e, mesmo em doses pequenas, a economia apresenta tendências de crescimento. Não fosse pela incerteza no cenário político, poderíamos trabalhar com expectativas mais otimistas mas, enquanto não sentirmos segurança na capacidade de gestão pública e na imagem de nossos representantes, corremos o risco de crescer menos que nossa capacidade permite”, avaliou ele.
 

Sudeste e classes sociais

No Sudeste, o INC ficou estável (73 pontos em junho e 72 em julho), pois não houve fatores internos ou externos que influenciaram a confiança local. Há um ano, a região marcou 63 pontos.
Na classe C, o indicador variou dentro da margem de erro na passagem de junho (75) para julho (77); em julho de 2017 marcou 12 pontos a menos. Por fim, o INC da classe AB foi de 70 pontos em julho (mesmo de junho), contra 57 há um ano.
 

Entenda a metodologia

O INC é elaborado pelo Instituto Ipsos a partir de 1.200 entrevistas pessoais e domiciliares, realizadas mensalmente em 72 cidades no Brasil inteiro, com amostra probabilística, com cota no último estágio de seleção e margem de erro de três pontos percentuais, representativa da população brasileira de áreas urbanas de acordo com dados oficiais do IBGE (Censo 2010 e PNAD 2014).
 
 

Histórico INC 2018

Janeiro: 77

Fevereiro: 77

Março: 75

Abril: 74

Maio: 72

Junho: 74

Julho: 77

 
Veja na íntegra: Índice Nacional de Confiança (INC) – julho de 2018

Compartilhar esse Post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

POSTS RELACIONADOS :